Formar profissionais aptos a atuar na área técnico-administrativa de uma unidade de saúde, visando dar suporte à área clínica no sentido de agilizar e melhorar a qualidade dos serviços prestados, como também reduzir os gastos relativos ao parque de equipamentos utilizados na unidade hospitalar.

Os professores e profissionais do curso proverão os conhecimentos necessários para que o Especialista em Engenharia Clínica possa desempenhar todas as atividades inerentes a esta profissão, em todos os segmentos da Área de Saúde.

 

As competências do engenheiro clínico incluem: educação na área de Tecnologia em Saúde, metrologia, usabilidade e avaliação de tecnologias, assim como, gerenciamento de risco, gerenciamento financeiro e gerenciamento de projetos. Em resumo, é o gestor de tecnologias /equipamentos médicos em toda a sua abrangência. Essa abrangência inclui atuação não somente em unidades de saúde, mas em segmentos como indústrias de tecnologias para a Saúde, empresas prestadoras de serviços em Saúde, universidades e governo (federal, estadual e municipal).

image

O engenheiro clínico é o profissional que reúne condições de realizar uma correta avaliação entre as necessidades dos usuários e o que é oferecido pelos fabricantes e fornecedores de tecnologias médicas, por conhecer tanto os princípios físicos de funcionamento destas tecnologias, quanto os locais de uso das tecnologias e do seu processo de gestão. Esse conhecimento é aplicado buscando a otimização de recursos humanos, materiais e financeiros da instituição.

 

Saide Jorge Calil, PhD. (2018)